13 de set de 2013

Massagem Shantala

O Post de hoje é um pouco diferente dos demais, ele é o que chamo de post relâmpago. Como alguns sabem agora o “Tecendo a Vida” tem uma fanpage (https://www.facebook.com/tencendoavida), que criei para ajudar a divulgar o blog e também para ficar mais ágil e poder dar conta de todas as informações que quero trocar com vocês. Assim a partir de agora vez ou outra postarei algo relâmpago com a ideia de trazer mais e mais novidades. Espero vê-los aqui e lá.

Nesse primeiro post relâmpago vou falar de um método de massagem muito legal e que ajudou muito a trabalhar em Adam alguns aspectos típicos de crianças com SD, entre eles a hipotonia (baixo tono muscular). A ideia de falar sobre esse método surgiu ao encontrar no YouTube o filme original Shantala.

Para quem não conhece o método, na década de 70 o médico obstetra francês Dr. Frederick Leboyer esteve na Índia e observou uma mãe massageando seu bebê. O médico ficou encantado com a força de seus movimentos e com os benefícios que estes davam à criança e decidiu importá-la ao ocidente, lançou um livro e batizou toda a sequência de movimentos como o nome daquela mulher: Shantala.

Eu conheci o livro quando ainda estava grávida e também assisti a muitos vídeos que orientavam toda a sequência, quando Adam nasceu, ainda no hospital a médica pediatra que nos acompanhou me incentivou a usá-la para melhorar a tonificação muscular do Adam.

Benefícios para o bebê:

Melhora a qualidade do sono;
Gera relaxamento e segurança emocional;
Seu bebê se sente mais seguro, mais tranquilo;
Melhora a digestão;
Facilita o alívio das cólicas;
Melhora a maturidade do sistema nervoso e imunológico;
Processa melhor suas impressões cotidianas;
Fortalece o vínculo afetivo entre mãe e filho;
Estimula a motricidade;

Benefícios para a mãe:

Melhora a autoestima e a confiança em si;
Reduz o índice de depressão pós-parto;
Melhora o processo de vínculo com seu bebê;
Afina os instintos para determinar as necessidades do bebê;
Ajuda os pais a desenvolver uma maior segurança no cuidado do bebê e também a aprender a decodificar melhor as mensagens do filho.

Após duas semanas de vida, quando o região do umbigo estava totalmente cicatrizada, comecei a realizar a massagem todos os dias antes do banho. Quando estava grávida comprei uma porção de óleos para bebês, mas no final acabei optando por usar azeite de oliva, uma vez que Adam sempre colocava a mão na boca e eu tinha certeza de que este óleo era 100% comestível.

Os benefícios foram enormes, Adam sempre foi uma criança tranquila, nunca teve problemas de cólica, seu intestino sempre funcionou muito bem, mesmo quando comecei a dieta sólida, além de sentir que o tônus muscular se fortaleceu bastante.

Se você não conhece o método, mas tem interesse, dê uma olhada na internet, além do livro Shantala, você terá acesso a muitos textos e vídeos com passo a passo para o método. E para aguçar os sentidos eu deixo aqui o link do vídeo original. Enjoy!

Ah essa vida de principe .....

Nenhum comentário:

Postar um comentário