8 de dez de 2011

As pequenas conquistas de cada dia




Uma das coisas que ganhamos de presente ao ter um filho com necessidades especiais é a possibilidade de triunfar com as pequenas conquistas do dia-a-dia. Antes de sentar, engatinhar e dar seus primeiros passos uma criança precisa conquistar uma infinidade de pequenas etapas - fortalecer sua musculatura, aprender a dominar seus movimentos e ter equilíbrio, são alguns exemplos. Como é um processo natural, quando uma criança se desenvolve precocemente, ou até mesmo na idade considerada normal pelos parâmetros de desenvolvimento, muitas vezes os pais nem percebem os pequenos movimentos que ela foi conquistando passo a passo, como manter a cabeça em pé, rolar-se e colocar-se de barriga, equilibrar-se em uma mão enquanto segura um brinquedo com a outra até conseguir finalmente sentar-se, percorrer a casa em seus joelhos e por fim andar.



Uma das fortes características de bebês com síndrome de Down e o seu baixo tono muscular. Esse aspecto é o responsável pelo retraso no processo de andar e falar, e quando bastante acentuado também pode ser o responsável por problemas digestivos, tal como intenso refluxo, constipação, e quando maiorzinhas dificulta a etapa de desfralde.


A hipotonia de Adam foi observada no momento em que a obstetra o retirou da minha barriga, inclusive, essa foi a principal característica que a fez suspeitar de que ele tinha a Síndrome. Por isso, Adam começou com sessões de fisioterapia desde o primeiro mês de vida, com exercícios voltados a cada etapa de seu desenvolvimento. Com esse processo, aprendemos que o estímulo é fundamental, mas principalmente aprendemos a respeitar o seu tempo.


E esse tem sido nosso desafio e a nossa gratificação – ter tempo. Quando ganhamos Adam, ganhamos também o direito de reservar muitas horas para estar com ele, o direito de brincar juntos, de escutar música, de dançar, de fazer os exercícios repassados pela fisioterapeuta, de levá-lo à natação, de dedicar-se no preparo de uma alimentação rica em fibras e dar um empurrãozinho ao bom funcionamento do seu sistema digestivo, ou simplesmente sair com ele num dia de sol e deixar que seus olhinhos curiosos absorvam impressões, absorvam vida.  

A recompensa tem sido enorme e a cada dia ele nos surpreende mais e mais, a cada pequena conquista temos o sentimento de que estamos no caminho certo, que tudo o que lemos nos livros sobre as infinitas possibilidades que uma criança com Síndrome de Down tem é real e funciona com nosso menino.


Semana passada foi um dia de festa, Adam finalmente sentou-se sem apoio e permaneceu assim, por bastante tempo. Isso significa que seus músculos abdominais estão se fortalecendo, nosso pequeno conquistou a primeira grande etapa, a próxima meta é engatinhar, mas até chegar aí vamos nos deliciar com o fascinante processo que temos adiante.



Eu bem que gostava da minha cadeirinha bamboo, mas sentar sozinho é mais divertido!

2 comentários:

  1. Que lindo post, Deisy. Emocionante a maneira como você descreve as conquistas do Adam. Parabéns pela dedicação e por nos emocionar com suas palavras.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Lendo teu post vejo quanto do desenvolvimento das nossas meninas tem passado desapercebido pelos meus olhos. Sinal vermelho pra mim: preciso parar, respirar, e me dedicar mais às minhas filhas, que estão crescendo achando que ser adulto é viver acoplado num computador.
    Parabéns à vocês que conseguem disciplina para serem os pais presentes que são.
    Bejos

    ResponderExcluir